//Futebol Feminino retoma 2020 com mais espaço e profissionalismo no Brasil

Futebol Feminino retoma 2020 com mais espaço e profissionalismo no Brasil

Depois de quase cinco meses de jejum do campeonato brasileiro A1, os torcedores já podem comemorar o início da temporada 2020, que tem sua estreia marcada para o próximo sábado (8). Dessa vez, 16 equipes irão disputar o título da elite em uma competição mais “profissional” e que promete um público ainda mais engajado. 

Entre as equipes, os quatro estreantes, Palmeiras, São Paulo, Grêmio e Cruzeiro, chegam para reforçar a disputa e elevar ainda mais o nível de competitividade. Com eles, complementarão a tabela: Corinthians, Ferroviária, Internacional, Iranduba, Vitória-BA, Santos, Minas Icesp-DF, Flamengo, São José, Avaí Kindermann, Audax e Ponte Preta.

Ferroviária Campeão 2019 – Foto: CBF

Não surpreende que mais da metade dos times sejam de São Paulo. Um reflexo do trabalho da Federação Paulista de Futebol (FPF), que através da Diretora do Departamento de Futebol Feminino, Aline Pellegrino, vem realizando um trabalho de desenvolvimento da modalidade. Os dois jogos da final do Campeonato Paulista de 2019  reuniram mais de 40 mil torcedores nos estádios do Morumbi e Arena Corinthians, este último com um público de mais de 28 mil pessoas, superando o recorde nacional. 

Mas além da expectativa de que os números de público também cresçam no Campeonato Brasileiro, o investimento dos clubes é um fator positivo para o ano de 2020. O Corinthians, por exemplo, anunciou a profissionalização de todo o elenco adulto. Palmeiras, São Paulo e Santos investiram em grandes contratações e sinalizam o desenho de um projeto mais sólido para a modalidade. A atual campeã Ferroviária, também investiu em grandes contratações e promete manter o legado de um Futebol Feminino ainda mais forte. 

Distante da capital paulista, equipes como Internacional, Grêmio e Cruzeiro, também sinalizaram mais investimento e um cenário mercadológico para o seu elenco feminino. Mesmo com um orçamento menor, Iranduba, Minas Icesp e até o Flamengo, que antes mantinha parceria com a Marinha que detinha todos os contratos, começam a redesenhar seus projetos. 

Andressinha – Foto: Corinthians/Reprodução

Retorno de craques

Outra questão positiva deste ano é o retorno para o Brasil de craques como Andressinha (COR), Thaisinha (SAN), Chú (FER), Pâmela (COR), e tantas outras que retornaram do exterior para jogar nas equipes brasileiras. Além disso, a lendária Rosana, que já defendeu diversas vezes a seleção brasileira, também retornará ao campo para brigar pelo primeiro título do Palmeiras na competição. 

Transmissões

Dessa vez já iniciamos o ano com notícia positiva em relação às transmissões das partidas. Todos os jogos serão transmitidos via CBF TV/My Cujoo, e alguns pela Band TV e Twitter. Os torcedores que não puderem ir aos estádios, podem acompanhar ao vivo e torcer sem perder nenhum lance. 

Se 2019 já foi intitulado como o ano do Futebol Feminino no mundo, 2020 é mais um passo para uma evolução que só tende a ganhar mais força e adeptos. E se você ainda é ou tem aquele amigo/amiga que duvida disso, convida ele(a) para acompanhar a primeira rodada, e sintam vocês mesmos a experiência de testemunhar a história acontecendo.

 

Spoiler: Tem clássico Palmeiras x Corinthians já no próximo domingo (9) ao vivo pela Band.