//Imbatível – Seleção brasileira se prepara para enfrentar França com retrospecto positivo

Imbatível – Seleção brasileira se prepara para enfrentar França com retrospecto positivo

Sequer completou um ano desde a última partida entre Brasil x França, e as duas equipes já voltam a se enfrentar neste sábado (7), às 17h, pelo Torneio Internacional da França. O último confronto entre as seleções foi em junho do ano passado, nas oitavas de final da Copa do Mundo, também sediada em território francês. Uma partida bonita de se ver, com intensidade e entrega de ambas as equipes. Na época a França venceu por 2×1 e se classificou para as quartas de final. 

O jogo de amanhã será uma reedição da decisão, e pode ser considerado também como uma revanche para as brasileiras. Só que dessa vez o Brasil vem muito diferente de como chegou na copa. Além do novo comando técnico, a seleção traz nova identidade e um retrospecto de invencibilidade. Foram 9 jogos, 6 vitórias e 3 empates. O último contra a Holanda, atual vice campeã do mundo. 

Foto: CBF/Divulgação

No histórico o Brasil também venceu a Inglaterra, uma das grandes potências mundiais. A técnica Pia Sundhage elogiou a atuação da equipe na estreia do Torneio Internacional da França, especialmente de algumas estreantes, como a Antônia que atuou como zagueira e lateral, e a goleira Natascha, que foi responsável por grandes defesas na segunda etapa do jogo contra a Holanda.

Dentro de campo a seleção consegue mostrar um jogo cada vez mais envolvente, com uma defesa bem postada, fazendo boas coberturas e realizando transições eficientes para o meio de campo. E por falar em setor intermediário, é aí que mora a preocupação da técnica Sueca. O Brasil precisa de mais entrosamento e acertos nas bolas pelo meio, melhorando a criação e se tornando uma equipe mais ofensiva.  

Outro ponto positivo neste período de trabalho da Pia é o aproveitamento em relação às convocações. Foram 46 jogadoras chamadas, 8 estreantes, e quase todas tiveram oportunidade de entrar em campo e mostrar um pouco do seu desempenho. No último jogo contra a Holanda, por exemplo, a formação estava basicamente mista, comparada às escalações normalmente divulgadas. Com isso a técnica mostra que está de fato utilizando os jogos como testes, e buscando até o último minuto a formação ideal para o grupo que levará consigo aos Jogos Olímpicos de Tóquio em julho deste ano. 

Todos esses detalhes dão um tom mais competitivo para a disputa de amanhã. Então já pode agendar o horário, chamar família e amigos e assistir esse jogão, com transmissão ao vivo pelo Sportv.