Ferroviária bate Internacional e assume a liderança do Campeonato Brasileiro Feminino; Confira os destaques da quarta rodada

A quarta rodada do Campeonato Brasileiro Feminino foi muito movimentada, com direito a gol olímpico, viradas de jogo e goleadas. A Ferroviária abriu vantagem sobre o Internacional em um confronto direto e garantiu a liderança da competição. Já o Bragantino segue sem vencer e permanece na última posição da zona de rebaixamento. 

PALMEIRAS X CRUZEIRO

A rodada começou com uma vitória de virada do Palmeiras.  As Cabulosas ficaram à frente no placar por duas vezes, mas as Palestrinas aproveitaram a vantagem numérica no segundo tempo, após expulsão da zagueira Pires, e buscaram o placar.

O primeiro tempo foi muito movimentado. O Cruzeiro largou na frente aos 16 minutos com Mariana Santos. Aos 35, Thaís mandou uma cabeçada certeira e deixou tudo igual. Mas mal deu tempo de comemorar. Um minuto depois, Vanessinha acertou um belo chute de fora da área e colocou as Cabulosas na frente mais uma vez. 

A reação do Palmeiras começou aos seis minutos da etapa final. Pires fez falta em Ary Borges na entrada da área e foi expulsa. Na cobrança, Byanca Brasil deixou tudo igual, e aos 19, Júlia Bianchi fez o da virada: 4 a 2 para o Palmeiras. 

Cristiane Mattos/CBF

BRAGANTINO X CRESSPOM

O Cresspom conquistou sua primeira vitória na competição diante do Bragantino. O início da partida foi muito movimentado, com chances para os dois lados. No entanto, a equipe de Brasília impôs mais ritmo de jogo e abriu o placar com Keké. 

No segundo tempo, as mandantes tiveram as principais chances, mas pararam na goleira Letícia, que fez grandes defesas e garantiu a vitória. 

Com o resultado, o Cresspom foi para o 9º lugar, com 4 pontos, enquanto o Massa Bruta segue sem vencer, ocupando a última colocação da tabela. 

SANTOS X CORINTHIANS

O terceiro jogo da rodada foi logo um clássico paulista. O Corinthians entrou no gramado da Vila Belmiro e garantiu a vitória por 2 a 1 em cima do Santos. 

O timão abriu o placar no primeiro tempo. A zagueira Giovanna Campiolo, mandou para rede após cobrança de escanteio de Salazar aos 25 minutos. Após o gol, a equipe do Corinthians criou mais oportunidades, mas não conseguiu ampliar o placar na primeira etapa.

O segundo tempo foi movimentado. Aos 16 minutos, o Santos chegou a balançar a rede com Stabile, mas o tento foi anulado por impedimento no lance. Minutos depois, Cristiane marcou um golaço, que foi destaque na partida. A camisa 11 recebeu de Gi Oliveira na área, saiu da marcação e completou para as redes.

Apesar do gol da experiente Cris, no fim do jogo, Mylena recebeu na área e finalizou, garantindo a vitória para as Brabas. O Corinthians terminou a rodada na terceira posição, enquanto o Santos ocupa o décimo primeiro lugar.

Partida entre Corinthians x Grêmio, realizado esta manhã na Neo Quimica Arena, jogo valido pela final da Super Copa do Brasil Feminino 2022. – São Paulo / SP / Brasil – 12/02/2022. Foto: ©Rodrigo Gazzanel / Ag. Corinthians

ATLÉTICO-MG X AVAÍ/KINDERMANN

O empate em 0 a 0 ficou por conta do Atlético-MG e Avaí/Kindermann. O time de caçador chegou na partida após golear o Esmac na rodada anterior, no entanto não conseguiu impor seu ritmo de jogo. 

O calor de 30 graus, às 11 horas da manhã, não ajudou no desempenho técnico e físico das equipes, que sentiram muito ao longo da partida. As mineiras jogaram melhor o primeiro tempo e tiveram maior domínio de bola, no entanto o Avaí/Kindermann era mais incisivo e teve chances de marcar mas tinha dificuldades na finalização.

A partida terminou sem gols. Esse é o terceiro empate seguido do Galo, por isso terminou a rodada na zona de rebaixamento com três pontos. Já o Avaí/Kindermann terminou em oitavo lugar com cinco pontos. 

SÃO PAULO X GRÊMIO

Diferente do confronto entre Atlético-Mg e Avaí/Kindermann, o jogo entre São Paulo e Grêmio teve muitos gols. Com a torcida presente no CFA Laudo Natel, o São Paulo conquistou a segunda vitória no Brasileiro Feminino, ao derrotar o Grêmio, pelo placar de 3 a 0.

Logo nos minutos iniciais, o time são paulino abriu o placar com uma jogada coletiva, passando pelos pés de Micaelly, que acionou Shashá na ponta direita. A atacante recebeu a bola e cruzou para Rafa Travalão marcar o primeiro gol do Tricolor e o primeiro com a camisa do clube. Pouco depois, aos 14 minutos, foi a vez de Micaelly arriscar de fora da área e marcar um golaço para ampliar o marcador. 

No segundo tempo, Rafa Travalão estava inspirada e marcou o terceiro do time da casa, consagrando o time tricolor, que terminou a rodada em sexto lugar, bem diferente do seu adversário, que está na zona de rebaixamento com apenas três pontos. 

ESMAC X SÃO JOSÉ

A primeira vitória do Esmac na competição aconteceu diante do São José pelo placar de 1 a 0. Disposto a superar o retrospecto desfavorável nas primeiras três rodadas, o Esmac recebeu em Belém o time do São José. A partida foi bastante disputada, com um primeiro tempo equilibrado e as definições de placar acontecendo somente na etapa final. 

O gol da partida veio nos primeiros minutos do segundo tempo. A meia Caixeta iniciou a jogada e passou para Baião, que foi derrubada na área. A própria bateu e abriu o placar. 

A partir do gol, o time do São José não conseguia achar espaços na defesa do Esmac, que passou a administrar o jogo até o apito final. A vitória deixou o Esmac com três pontos, na 12ª posição e o São José em nono lugar com 4 pontos. 

FERROVIARIA X INTERNACIONAL 

No domingo (27), a Ferroviária e o Internacional fizeram um duelo entre líder e vice-líder do Brasileirão Feminino. Em Araraquara, no interior de São Paulo, a equipe da casa conseguiu crescer sobre as Gurias Coloradas e garantir os três pontos com a vitória de 2×0.

A partida foi muito intensa do início ao fim. O Internacional criava chances e, a Ferroviária, respondia na mesma moeda. Aos 36 minutos do primeiro tempo, em cobrança de escanteio, Luana apareceu livre na segunda trave e abriu o marcador.

Com a desvantagem no placar, o Internacional buscou o empate, mas a defesa ficou exposta e permitiu que a Eudimilla fazer uma linda jogada e servisse Fany Gauto, que bateu no ângulo para ampliar. 

Com a vitória sobre o Internacional, a Ferroviária garantiu a liderança do campeonato.  

FLAMENGO X REAL BRASÍLIA 

A quarta rodada terminou com um jogão entre Flamengo e Real Brasília. As meninas da Gávea receberam as leoas no estádio Luso-Brasileiro e venceram por 3 a 1. 

Desde o início do primeiro tempo o Flamengo ditou o ritmo das ações. O Real Brasília optou por deixar a bola com o time da casa, fechar bem os espaços e aproveitar os contra ataques. E foi em uma dessas jogadas que Nenê abriu o placar. Em um contragolpe perfeito das visitantes, Maria Dias em velocidade pela direita cruzou na medida para Nenê dominar e chutar forte para o gol.

Após o gol, Maria Dias dominou o campo e seguiu com muita liberdade e profundidade pelo lado direito. No entanto, aos 24 minutos, Leidiane, do Flamengo, marcou um golaço olímpico em cobrança de escanteio. 

Logo depois, aos 31 minutos, Gica pela esquerda, cortou para dentro e serviu Cris. A defesa do Real Brasília chegou para fazer o corte com Carol Gomes, mas errou na sequência e deu de presente para a própria Cris tocar na saída de Dida. Virada do Flamengo.

No segundo tempo, as Leoas botaram pressão mas não conseguiram segurar o terceiro. Depois de duas tentativas, Gica limpou para dentro, driblou duas adversárias e chutou  no cantinho. E não parou por aí, aos 47 minutos do segundo tempo o juiz deu pênalti a favor do Flamengo. Kika bateu no canto direito e converteu. 

A partida terminou 4 a 1 para o Flamengo, que ainda está invicto e assumiu a quinta colocação, enquanto o Real Brasília foi para sétimo.

Fernanda Gasel
Jornalista e 100% paulista. Há quem diga que tem cara de metida, mas quem conhece sabe que não tem frescura. Se deixar faz amizade com a cidade inteira, porque não fica quieta nem por um segundo. Apaixonada por esportes, sonha em se tornar repórter televisiva. Acredita que o jornalismo esportivo é muito mais do que falar de esporte, e a partir dele quer contar histórias.