O campeão voltou! Lyon bate o Barcelona e ergue a oitava taça da Champions League Feminina

Foto: UWCL

Na tarde deste sábado, o Allianz Stadium, em Turim, foi o grande palco da decisão da UEFA Women’s Champions League 21/22, que sagrou o Lyon como o melhor clube de futebol feminino da Europa. Em um começo de jogo arrasador, a equipe francesa marcou três gols e venceu o Barcelona por 3 a 1. 

Com o resultado, o time francês garantiu o oitavo título da Champions Feminina. Já o time catalão, que era o atual campeão da Europa, continua sem quebrar o tabu de não conseguir vencer o Lyon pelo torneio europeu. 

Primeiro tempo

A árbitra mal havia apitado o início do jogo e o Lyon já abria o placar. Aos cinco minutos, Henry ganhou uma disputa de bola no meio de campo e acertou um belo chute de fora da área, no ângulo, marcando um golaço.

Depois do gol, o Barcelona foi em busca do empate. Aos 10, criou uma chance muito perigosa. Aitana invadiu a área, encontrou Jenni Hermoso que finalizou bem, obrigando a Endler a se esticar para evitar o gol catalão. 

Apesar das tentativas do Barcelona, o Lyon foi mais efetivo quando chegou ao ataque e marcou o segundo gol, aos 23. Em uma boa jogada pelo lado esquerdo, Bacha cruzou na medida para Ada Hegerberg, que bem posicionada cabeceou para o fundo das redes. 

Com a vantagem, o time francês controlou mais o jogo, diante de um Barcelona que acabou sentindo o segundo gol sofrido. Aos 32, em uma falha da defesa catalã, Hegerberg tocou para a Catarina Macario, que só teve o trabalho de empurrar a bola para o gol e deixar o placar em 3 a 0 para o Lyon.

Catarina Macario comemorando o terceiro gol do Lyon. Foto: UWCL

Na reta final da primeira etapa, o Barcelona conseguiu reagir. Aos 40, Alexia Putellas diminuiu o placar. Hansen cruzou e Putellas chegou por trás da defesa francesa e chutou de primeira para o gol. 

Segundo tempo 

Na volta do intervalo, o técnico Jonatan Giráldez trocou a Jenni Hermoso por Oshoala, para tentar dar mais movimentação e velocidade no ataque. 

Aos sete, o Lyon teve mais uma chegada. Cascarino livre pelo lado direito, finalizou, mas a bola acabou subindo demais. Logo depois, foi a vez do Barcelona com Patri. A camisa 12 balgrana roubou a bola no meio do campo e, ao ver a goleira Endler adiantada, resolveu chutar por cobertura. A bola bateu no travessão e depois a defesa tirou, evitando o segundo gol do Barça.

A goleira Endler foi surpreendida por um chute do meio de campo de Patri. Foto: UWCL

No decorrer da parte final do jogo, o ritmo caiu um pouco, principalmente pelas paralisações por conta de faltas. Com o tempo passando e precisando marcar dois gols para tentar empatar a partida e levar para a prorrogação, a equipe catalã pressionou mais o time francês. 

Aos 36, o Barcelona criou mais uma chance com Crnogorecevic. A camisa 18 recebeu um passe livre dentro da área, deu uma chapada, mas a bola foi para fora.

A vitória consolidou ainda mais o Lyon como o maior vencedor da Champions League Feminina, com oito títulos e manteve o time francês invicto diante do Barcelona.

Vitória Soares
Paulista em terras paraibanas, jornalista em formação e apaixonada por esportes desde pequena. Tinha o sonho de ser nadadora profissional, mas como não deu certo, encontrei no jornalismo uma chance de continuar a viver o esporte de perto. Seja no trabalho, na faculdade, em casa, com amigos, estou sempre falando, assistindo ou pensando sobre futebol, e também um pouquinho sobre F1. Além disso, gosto muito de sair para comer ou beber, ir ao cinema. E também de ficar em casa, assistindo a alguma série, lendo ou só curtindo minhas playlists favoritas.