A FIFA anunciou no dia 25 de junho que Austrália e Nova Zelândia sediarão a Copa do Mundo Feminina de 2023. A candidatura conjunta recebeu 22 votos, enquanto a Colômbia obteve 13 votos. O Brasil chegou a participar da disputa, mas acabou desistindo, alegando que o governo federal não apresentou garantias que atendessem aos requisitos solicitados pela FIFA, com ...