//Estudante brasileira promove curso de desenvolvimento para atletas de futebol feminino

Estudante brasileira promove curso de desenvolvimento para atletas de futebol feminino

Por Beatriz Tenório

Ana Carolina Lopes tem 22 anos e ofereceu um curso intensivo de desenvolvimento para atletas brasileiras de futebol feminino. A brasileira  é atleta e estudante da Western Nebraska Community College, nos Estados Unidos. Através da página do Instagram, “Atletas da vida”, Ana alcançou diversas meninas que possuem o sonho de se tornar jogadora e daí surgiu a ideia de começar um curso intensivo sobre a modalidade. Em entrevista para o Fut das Minas, a atleta falou um pouco sobre a criação e a trajetória do projeto que foi anunciado na última semana de junho.

O projeto “Atletas da vida” começou após Ana criar seu canal no Youtube para mostrar a vida de atleta. Foi quando decidiu criar uma rede para divulgar conteúdos sobre futebol feminino.

“Eu percebi que para ser uma atleta, é preciso treinar várias partes do futebol, como mentalidade, alimentação, posicionamento, treinamento, entre outros, e decidi criar uma rede, algo que fosse unido e juntasse meninas de todos os cantos para receber conteúdos sobre esses pilares para o desenvolvimento delas. Mudei meu instagram pessoal para “Atletas da vida”, e passei produzindo alguns conteúdos, e possuía já alguns mentores, com conteúdos que eu distribuía em lives e mentorias.”

A jogadora voltou ao Brasil para passar o período da pandemia e anunciou a seleção de meninas para seu curso durante uma live em seu aniversário, no dia 24 de junho. As inscrições estiveram abertas durante duas semanas e houve cerca de 250 meninas inscritas, das quais apenas 25 foram selecionadas para a primeira turma do projeto.

“Comecei a divulgar no instagram que haveria esse lançamento e ter 250 meninas inscritas, fora várias atletas participando das lives gratuitas, me fez perceber que sim, tem nicho, tem como ajudar meninas. Decidimos lançar essas 25 vagas com o objetivo de ajudar as meninas com esse processo de desenvolvimento, e entender como elas iriam se deparar com a proposta que seria apresentada.”

Ana pratica o futebol desde os cinco anos e jogou em escolinhas e clubes como Vasco, Fluminense, Duque de Caxias e Botafogo, antes de se tornar atleta e estudante da Western Nebraska C.C. A atleta enfatiza a importância do preparo físico e psicológico na vida de uma jogadora e revela que gostaria de ter tido, quando mais nova, acesso a conteúdos como os que propõe.“Na minha visão como atleta, acho que se eu tivesse todos esses conhecimentos, eu teria aproveitado e dado muito mais valor as oportunidades que tive. As meninas estão tendo a oportunidade maravilhosa de poder evoluir e enxergar as possibilidades. Um dos nossos objetos é fazer com que essa oportunidade chegue a pessoas que não tenham, e ver elas motivadas, ver a vida delas mudando e elas evoluindo como atleta. É um apoio a mais, sabe?”, completa.

WhatsApp Image 2020-08-12 at 15.18.43 (1)
Foto: Acervo pessoal

O curso iniciou dia 15 de julho, de forma gratuita, e está na quarta semana de aplicação. As 25 selecionadas tem acompanhamento diário de Ana e dos profissionais parceiros do protejo: Cecília Martins (nutricionista do Vasco da Gama), Ricardo Youle (Coach mental de alta performance), Leo Goulart (analista de desempenho do Botafogo), Ana Clara Valle (preparadora física do Botafogo) e Felipe Amarante (fisioterapeuta). Ana contou com animação sobre os resultados positivos que o curso vem apresentando, e a motivação que as atletas têm mostrado nas últimas semanas.

“Está tendo muito resultado positivo e é transformador ver as meninas mandando mensagens. Temos mais de 70% das meninas participando diariamente online. Todas estão vendo os vídeos, fazendo os treinamentos, escrevendo cartas de autoanálise. Pedi que elas gravassem um vídeo falando sobre como está sendo o processo para cada uma e é magnífico ver como estão evoluindo. Esse era um dos meus objetivos: fazer com que elas crescessem e mostrassem sua voz. Elas estão perdendo a vergonha e isso é lindo de ver”.

Além do curso intensivo e mentorias gratuitas que disponibiliza em grupos no Telegram, Ana conversa e troca mensagens com várias meninas que a procuram, sempre buscando incentivá-las e animá-las na luta pelo desenvolvimento no esporte. Por ser atleta, conhece bem as dificuldades que jogadoras de futebol encontram, principalmente no Brasil. Ana confessa estar disposta a ajudar cada vez mais meninas e também contribuir para modalidade a crescer no país.

“Eu acredito muito que pessoas se conectam com pessoas. E quando você consegue fazer 1% para transformar a vida de uma pessoa, isso já vale muito. Acredito que seja o meu propósito ajudar as pessoas através do futebol e do meu estilo “Atletas da Vida”. Espero contribuir ainda mais, principalmente dentro da modalidade do futebol feminino, porque acredito que falta muita coisa. Acho que estamos em um processo de engatinhar e o que eu puder fazer para ajudar a desenvolver, motivar, sair da zona de conforto delas para buscar oportunidade, conhecimento e ser uma atleta melhor não só no futebol, mas na vida, eu farei.”

Para finalizar, pedimos a Ana Carolina que deixasse uma mensagem não só para as pessoas que acompanham seu projeto no Instagram e leitoras do Fut das Minas, mas também para todas as meninas que buscam jogar futebol profissionalmente, no Brasil ou fora do país.

“A mensagem que deixo para qualquer mulher que queira atuar na área do futebol, seja dentro ou fora de campo, é que ela entenda que não vai ser fácil. A missão de se inserir em uma área que, infelizmente, ainda é vista como “para homens”, não é fácil. Mas que ela sempre tenha muita persistência e fé, que acredite em seu potencial. E tente levar uma vida muito leve no sentido de fazer o seu. Fazer sempre com muito amor, buscando impactar assim a vida de outras pessoas. Faça tudo para o bem”, conclui Ana.