Brasil domina o jogo e vence a Rússia por 3 a 0 em amistoso preparatório para as Olimpíadas

During the womens international friendly football match between Brazil v Russia at Estadio Municipal Cartagonova in Cartagena, Spain

Em reta final de preparação para a estreia nas Olimpíadas de Tóquio, a seleção brasileira enfrentou a Rússia, em um amistoso no estádio Cartagonova, na cidade de Cartagena, Espanha. O Brasil dominou a seleção russa em todos os quesitos e venceu o jogo por 3 a 0. com dois gols de Bruna Benites e um de Andressa Alves 

Este foi o quinto jogo na história entre Brasil e Rússia, e a seleção brasileira tem um retrospecto favorável. Dos quatro jogos, foram três vitórias e um empate. São 13 gols marcados e apenas dois sofridos. O último encontro entre as duas seleções foi em 2016, no Torneio Internacional de Manaus, em que o Brasil venceu o jogo por 4 a 0, com três gols de Bia Zaneratto, que acabou se tornando a artilheira do duelo.  

O jogo 

O Brasil dominou o primeiro tempo, teve maior posse de bola e ocupou o campo de ataque, no entanto, a seleção criou poucas chances claras de gol. Com a forte marcação feita pelas duas equipes, principalmente no meio de campo, e com defesa russa muito bem postada, o Brasil criou mais jogadas pelo lado esquerdo do ataque, com Tamires. 

Aos 22 minutos, Bia Zaneratto puxou um contra-ataque em velocidade, limpando bem a marcação, ela tocou para Ludmila que chutou e a bola desviou na zaga. Aos 27, Rafaelle aproveitou bem o rebote do escanteio, mas a goleira russa foi melhor na defesa e a zagueira mandou para escanteio. 

Até que aos 41 minutos, em mais um dos muitos escanteios do Brasil ao longo da partida, Bruna Benites cabeceou bem e desviou a bola para o fundo do gol, abrindo o placar para a Seleção. 

Já no início da segunda etapa, a seleção teve alterações, Julia Bianchi, Poliana e Adriana entraram no lugar de Formiga, Letícia Santos e Bia Zaneratto. Aos 7 minutos o Brasil teve uma boa chance, a bola acabou sobrando para a Debinha que chutou com perigo, mas foi para fora. 

E aos 17 minutos mais mudanças na seleção, Andressa Alves entrou no lugar de Marta e Tamires saiu para Jucinara entrar. Logo depois das substituições, o Brasil ampliou o placar, mais uma vez Bruna Benites, que marcou o seu segundo gol na partida. De novo, em cobrança de escanteio, a zagueira subiu mais que todo mundo e testou firme para o gol. 

Na reta final do jogo, Andressa Alves marcou o terceiro gol do Brasil, ela fez uma bela jogada individual pelo lado esquerdo, saiu limpando a marcação, chegou na linha de fundo e chutou, no rebote da goleira, a camisa 7 não desperdiçou.  

Jogadoras da seleção com a faixa “Assédio Não” antes do começo da partida . Foto: Twittter/Fut das Minas

Destaques do jogo 

O principal destaque, aconteceu antes da bola rolar. As jogadoras em um manifesto coletivo antes do jogo fizeram postagens nas redes sociais com um posicionamento contra o assédio e também entraram dentro de campo com uma faixa dizendo “Assédio Não”. Esse posicionamento vem após as denúncias de assédio sexual contra o presidente afastado da CBF, Rogério Caboclo.  

Bia Zaneratto, que vive ótima fase no Palmeiras, teve uma ótima apresentação, se movimentando bastante no ataque, buscando o jogo e abrindo espaços da defesa russa.  

Outro destaque foi Letícia Santos, que após 15 meses afastada por lesão voltou a atuar pela seleção, e fez um bom jogo na lateral direita, principalmente defensivo, sempre ocupando os espaços. 

Um ponto negativo da seleção ao longo do jogo, foi a quantidade de cruzamentos. Sem uma jogadora de referência, o Brasil não conseguiu aproveitá-los, facilitando para o time da Rússia. Mas também vale destacar, a intensidade da marcação da equipe brasileira, que ocupou bem os espaços do campo e não deu chances para algum ataque da seleção russa

Próxima partida

O último amistoso do Brasil antes das Olimpíadas será contra o Canadá, na próxima segunda-feira (14), às 16h, no horário de Brasília, no estádio Cartagonova, em Cartagena.