O intenso mercado de transferências da Liga Inglesa

Há muito tempo os Estados Unidos são considerados uma das grandes forças do futebol feminino por conta dos quatro títulos de Copa do Mundo conquistados. No entanto, quando falamos em ligas nacionais outros países têm se destacado, como é o caso da Inglaterra, com a FA Women’s Soccer League.

A liga inglesa que já conta com um campeonato bem disputado e consolidado, neste mês de setembro se fortaleceu ainda mais com a chegada de grandes jogadoras campeãs com a seleção dos EUA e de outras estrelas mundiais.

Além do Chelsea fazer a transferência mais cara da história, ao contratar a dinamarquesa Pernille Harder, clubes como Manchester City, United e Tottenham, contrataram grandes estrelas americanas, como Tobin Heath, Christen Press e Alex Morgan. Um dos motivos para esse exôdo das jogadoras norte-americanas para a Inglaterra, é a falta de competitividade que a NWSL vem tendo nos últimos anos.

Neste episódio do podcast Fut das Minas, Fernanda Gasel e Vitória Soares trazem as informações sobre as transferências das jogadoras norte-americanas para a Liga Inglesa, com as análises de Raíssa Galdino, integrante da equipe do Empório do Futebol Feminino.

Confira abaixo:

 

Vitória Soares
Paulista em terras paraibanas, jornalista em formação e apaixonada por esportes desde pequena. Tinha o sonho de ser nadadora profissional, mas como não deu certo, encontrei no jornalismo uma chance de continuar a viver o esporte de perto. Seja no trabalho, na faculdade, em casa, com amigos, estou sempre falando, assistindo ou pensando sobre futebol, e também um pouquinho sobre F1. Além disso, gosto muito de sair para comer ou beber, ir ao cinema. E também de ficar em casa, assistindo a alguma série, lendo ou só curtindo minhas playlists favoritas.