Bragantino, Cresspom, São José e Esmac são rebaixados à série A2

Partida entre Palmeiras e Avaí/Kindermann, válida pela décima quarta rodada do Campeonato Brasileiro Feminino, no Allianz Parque, em São Paulo-SP. (Foto: Fabio Menotti)

De volta após a pausa para a disputa da Copa América Feminina, a principal competição do futebol feminino no país voltou com tudo. 

Com todos os jogos da 14ª rodada nesta quarta-feira (03), conhecemos, além dos times rebaixados, mais duas equipes classificadas às quartas de final. Confira todos os detalhes da rodada:

Flamengo 2×1 Red Bull Bragantino 

O Flamengo recebeu o já rebaixado Red Bull Bragantino nesta tarde, na Gávea, em busca de confirmar a classificação para a próxima fase do Brasileirão. 

Iniciando no campo de ataque, o primeiro gol das donas da casa saiu no início do primeiro tempo, aos 11 minutos, após cobrança de escanteio de Monalisa. A lateral direita levantou a bola na área e a atacante Giovanna Crivelari, estreante no rubro-negro, subiu livre para balançar as redes. A resposta do Bragantino aconteceu aos 20 minutos, quando Raquel empatou o confronto em uma falha da goleira Natascha.

Apesar do empate, o Flamengo não sentiu o gol e continuou buscando o resultado. O gol da vitória veio ainda na primeira etapa. A meia Isadora recebeu a bola dentro da grande área, limpou a marcadora e chutou no ângulo direito para garantir a vitória rubro-negra por 2 a 1.

Com a vitória, as Meninas da Gávea garantiram a vaga nas quartas de final do Brasileirão. 

Real Brasília 3×1 Cresspom

Real Brasília e Cresspom se enfrentaram na tarde desta quarta-feira, no estádio Defelê, na Vila Planalto.

Com imposição no início do jogo, o Real Brasília abriu o placar antes dos cinco minutos de partida. Sassá cobrou falta no ângulo e marcou o primeiro gol das Leoas do Planalto no duelo. Pouco tempo depois, Dani Silva marcou após cobrança de escanteio e falha da goleira Socorro.

O Cresspom tentou a reação e Keké diminuiu ainda no primeiro tempo.

A segunda etapa foi menos agitada e os números finais da partida vieram dos pés de Marcela Guedes. A camisa 11 recebeu dentro da área, driblou a defensora e fechou o placar em 3 a 1 para o Real Brasília. Com o resultado, as Leoas do Planalto também garantiram a classificação para as quartas de final do Brasileirão.

Internacional 3×2 Santos

Partida entre Internacional e Santos, válida pela décima quarta rodada do Campeonato Brasileiro Feminino, em São José dos Campos. (Foto: Bárbara Assmann | Grêmio FBPA)

Desembarcando no Beira-Rio, o Internacional aproveitou a chance de continuar na vice-liderança do campeonato. O jogo não começou nada bem para as Gurias Coloradas que encerram a primeira etapa perdendo por 1 a 0 e com uma jogadora a menos. 

Desde os três minutos iniciais, foram as Sereias da Vila que apresentaram perigo. Mas, somente aos 30 minutos, conseguiu balançar as redes. A zagueira Sorriso foi expulsa após tentar afastar com a mão lançamento que deixaria Cristiane de frente com a goleira. Na cobrança da falta, Brena abriu o placar para o Santos. 

Na volta do vestiário, o Internacional deixou tudo igual logo aos dois minutos, após um escanteio fechado de Duda, Isabele encontrou a bola e marcou de cabeça. Duda, inclusive, voltou a brilhar aos 19 minutos, quando cruzou para entrada da área e Millene tirou da marcação, limpou e bateu colocado e marcou um golaço. 

Depois da virada, o Inter ia confirmando a vitória aos 36 minutos ao fazer o terceiro gol. A goleira Vivi recebeu um recuo apertado de sua companheira e foi parada pelo desarme de Millene, que com o gol aberto, ampliou o placar. 

Seis minutos depois, o Santos descontou com Cristiane, que viu a bola sobrar, depois da cobrança de escanteio de Julia e desvio de Ketlen. 

Com o resultado, as Sereias da Vila ocupam a nona posição da tabela e seguem vivas na briga para avançar às quartas do Brasileirão. 

São José 1×3 Grêmio

Partida entre Grêmio e São José válida pela décima quarta rodada do Campeonato Brasileiro Feminino, no Beira-Rio, em Porto Alegre. (Foto: Flickr/Sport Club Internacional)

Com o início de jogo disputado, o equilíbrio prevaleceu entre as equipes.  O Grêmio estava bem, pressionando o São José e aos nove minutos, teve sua primeira chance de abrir o placar com Caty, que parou nas mãos da goleira Zany. O São José respondeu aos 21 minutos, quando Bea ganhou a dividida com a zagueira, avançou, fintou e chutou forte. A bola passou próximo à trave. 

Aos 26 minutos, o Grêmio abriu o placar com Karla Alves, em cobrança de falta. Mas a equipe paulista não se deu por vencida e aos 33 minutos, Lorena defendeu a falta de Poliana e impediu o empate. 

Na volta do vestiário, as Gurias Gremistas continuaram levando perigo para a área do São José. Depois de algumas investidas, o Grêmio conseguiu ampliar o placar com Cássia, que recebeu um lançamento de Caty e empurrou para o fundo do gol. 

A reação do São José aconteceu aos 38 minutos, quando Larissa Vasconcelos chegou com velocidade pelo lado esquerdo, driblou as marcadoras e balançou a rede. A maré  parecia estar a favor das Meninas da Águia, que sofreram mais um golpe aos 44 minutos, quando Karen, tentando afastar a bola, cabeceou e marcou contra. O São José ainda teve um pênalti a favor, mas Ju Oliveira desperdiçou a chance e chutou no travessão. 

Com o resultado, o São José confirmou o rebaixamento para a série A2. Já o Grêmio chega à oitava posição do torneio e garante, temporariamente, vaga nas quartas de final. 

Palmeiras 6×1 Avaí Kindermann

Partida entre Palmeiras e Avaí/Kindermann, válida pela décima quarta rodada do Campeonato Brasileiro Feminino, no Allianz Parque, em São Paulo-SP. (Foto: Fabio Menotti)

O Palmeiras, líder do campeonato, recebeu o Avaí/Kindermann no Allianz Parque e dominou a primeira etapa da partida. O time da casa abriu 3 a 0 no placar, com gols de Bruna Calderan, aos 11 minutos, Bia Zaneratto, aos 21 e Carol Rodrigues, aos 43. O Avaí/Kindermann tive muita dificuldade de ficar com a bola e sair do campo de defesa. Com poucas chances no ataque, as Leoas pouco assustaram a defesa alviverde no primeiro tempo. 

Logo no início da segunda etapa, Patricia Sochor ampliou para as donas da casa. Após o quarto gol sofrido, o Avaí Kindermann passou a ter mais chances no campo de ataque e chegou ao gol com Vitória Kaíssa. Mas o gol não foi suficiente para a reação do time catarinense, que vou Byanca Brasil sair do banco para marcar duas vezes para o Palmeiras, aos 26 e 46 minutos, fechando a goleada por 6 a 1. 

Ferroviária 2 x 1 Atlético-MG

Jogando na Fonte Luminosa, quem começou melhor a partida foi o Atlético-MG. Com uma marcação mais alta, as Vingadoras pressionaram mais, criando duas boas chances nas bolas aéreas. Mas, não demorou muito para as Guerreiras Grenás equilibrarem o jogo. Aos 41, as donas da casa abriram o placar. Laryh aproveitou a sobra de um lançamento feito por Géssica e chutou forte para o gol. A pressão afeana ainda continuou no finalzinho da primeira etapa e gerou um lance polêmico. Rafa Mineira tentou um cruzamento, mas a bola acabou batendo no braço de Karol Arcanjo. As jogadoras da Ferroviária pediram pênalti, mas a arbitragem marcou que a bola bateu na barriga.  

Na volta do intervalo, a Ferroviária seguiu dominando a partida, mas sem converter as chances criadas. Até que aos 18, o Atlético-MG deixou tudo igual, em um lance inusitado. Soraya escapou pela esquerda, a goleira Luciana ao chegar na bola acabou tropeçando. A camisa 11 do Galo aproveitou e bateu forte. Luciana até tentou defender, mas caiu com bola e tudo dentro do gol. As Guerreiras foram atrás da virada com Laryh. Aos 30, Eudimilla foi derrubada dentro da área pela goleira Raísa. Laryh bateu o pênalti com categoria e marcou o seu segundo gol na partida, confirmando a vitória para o time de Araraquara. 

O resultado fez com que a Ferroviária ultrapassem o Atlético-MG na tabela, ficando na sétima posição com 21 pontos. As Vingadoras acabaram caindo para a 10ª posição com 19 pontos. As duas equipes ainda estão vivas na disputa pela classificação na próxima fase.  

Corinthians 4 x 0 Esmac 

Partida entre Corinthians e Esmac, válida pela décima quarta rodada do Campeonato Brasileiro Feminino, na Fazendinha, em São Paulo-SP. (Foto: Rodrigo Gazzanel)

Em situações opostas na classificação, Corinthians e Esmac se enfrentaram na Fazendinha. Logo no primeiro minuto do jogo, as Brabas saíram na frente. Em cobrança de escanteio, Diany levantou a bola na área e Jaqueline empurrou para o fundo do gol. A equipe corinthiana dominou as ações do jogo, e aos 17 ampliou o placar com Grazi. Após bate e rebate na área, a camisa sete dominou e finalizou para o gol.

Já no final da primeira etapa, Jhennifer marcou o terceiro gol alvinegro. A atacante aproveitou a sobra de um chute de Diany que foi no travessão e mandou para o fundo das redes. 

A superioridade do Timão foi carimbada no segundo tempo da partida. Após continuar controlando a Esmac, Vic Albuquerque, aos 14 minutos, saiu em velocidade para o ataque. Ela tentou driblar a goleira e foi desarmada. A bola sobrou para Jaqueline, que marcou o quarto gol da partida.

Cruzeiro 0 x 1 São Paulo  

Partida entre São Paulo e Cruzeiro, válida pela décima quarta rodada do Campeonato Brasileiro Feminino, no SESC Venda Nova, em Minas Gerais (Foto: Rodrigo Gustavo Martins)

Fechando a rodada, o São Paulo visitou o Cruzeiro no SESC Venda Nova, em Minas Gerais e pouco tempo depois da bola rolar, as Cabulosas mostraram que iam dar trabalho. Aos cinco minutos, já tinham conseguido duas boas chances de finalização. 

Apesar da boa movimentação em campo, uma cena preocupou a nação azul: apenas com 10 minutos jogados, Janaína sofreu um corte na cabeça e precisou deixar o campo. Karen entrou no seu lugar. A mudança não alterou a dinâmica da partida. Enquanto o Cruzeiro pressionou a marcação e criou situações de gol, o São Paulo apostou na posse de bola, que não foi convertida em nenhuma chance clara de finalização.  

No segundo tempo, o São Paulo esteve mais presente no campo do Cruzeiro e conseguiu abrir o placar com Pardal, que mesmo de costas, marcou de cabeça ao receber a bola cruzada de Micaelly, em cobrança de falta.

Enquanto o São Paulo cresceu no jogo, o Cruzeiro perdeu completamente seu poder ofensivo e só voltou a levar perigo aos 37 minutos.

Com o fim da partida, o São Paulo se firmou no G-4. Já o Cruzeiro está na 12ª posição, com 13 pontos.

De olho no G-8

Com os resultados da rodada, Palmeiras, Internacional, São Paulo, Corinthians, Flamengo e Real Brasília garantiram seis das oito vagas para as quartas de final do Brasileirão Feminino. Com isso, cinco times estão na disputa das duas vagas restantes: Grêmio, Santos, Atlético Mineiro, Ferroviária e Avaí/Kindermann, sendo esse último o mais distante da classificação com saldo de gols igual a -11.

A definição das duas últimas equipes acontecerá no domingo (07), pela 15ª e última rodada da fase de grupos.

Janayna Moradillo
Diretamente da Bahêa, filha de Iemanjá e jornalista esportiva em ascensão. Faço do futebol meu carnaval em tempo integral. Leonina, simpatizante das câmeras, curto um pagodinho e samba de roda. Estou sempre praticando e falando de esportes. Ou trabalhando, mas não necessariamente com esportes. Ah, eu simplesmente não tenho ideia de como relaxar!