Brasil e Holanda ficam no empate na primeira rodada do Torneio Internacional da França 

Na tarde desta quarta (16), Brasil e Holanda entraram em campo pela primeira rodada do Torneio Internacional da França. O resultado não foi diferente dos confrontos dos últimos anos entre as duas seleções. Com os dois gols no segundo tempo, as equipes ficaram no 1×1 e mantiveram o tabu de empates da Era Pia. Na história geral do confronto, são quatro empates e três vitórias do Brasil. 

Início disputado

A partida começou com as duas equipes se impondo e chegando ao ataque. Logo aos 6 minutos, Ary Borges recebeu na entrada da área, driblou a marcação e finalizou bem no canto direito da trave holandesa, a bola explodiu na travessão e não entrou.

Apesar do susto, as holandesas mantiveram a postura e a posse de bola tentando criar chances no ataque. Aos 14 minutos, a Miedema venceu a marcação da Tainara, chutou forte, de longe, mas a bola parou fácil na defesa da goleira Lorena. 

O jogo seguiu equilibrado com as duas equipes tentando furar as brechas e achar espaço para finalizar. Aos 28 minutos, Debinha encontrou Duda na entrada da área, mas a meia não chegou a tempo para completar a jogada. 

No minuto seguinte, em contra-ataque, Miedema avançou em velocidade, driblou a goleira Lorena na saída do gol e quase marcou, mas foi interceptada pela zagueira Tainara, que chegou a tempo para travar o chute da atacante.

O jogo seguiu movimentado e, aos 30 minutos, foi a vez de Kerolin cruzar na grande área e achar Ary Borges, que subiu de cabeça e quase marcou. Mas a bola saiu pelo canto direito holandês. 

No vai e vem das duas seleções tentando marcar, a última chance ficou com Debinha aos 44 minutos, que recebeu livre na área, mas a assistente subiu a bandeira indicando impedimento. 

Seleção Holandesa

Empate no fim!

Se o equilíbrio marcou a primeira etapa, no segundo tempo o Brasil voltou com rendimento abaixo. Logo no início, a goleira Lorena precisou receber atendimento por conta de cãibras na perna, e foi substituída por Letícia. 

O Brasil trabalhava para fechar os espaços da Holanda, mas aos 15 minutos, Spitse faz um lançamento preciso de bola longa e deixou Beerensteyn em condições para fazer um golaço e abrir o placar. 

Após o gol, as brasileiras tentavam reagir, mas paravam na contenção das adversárias. Aos 26 minutos, Ludmila rolou para Geyse dentro da área, mas a atacante foi travada. 

A Holanda reagiu aos 35 minutos, mais uma vez com ela, Miedema driblou a zaga e chutou forte dentro da área, mas Letícia espalmou e salvou o Brasil do segundo gol. 

Não demorou muito para o Brasil responder. Fê Palermo cruzou a bola na área, a zaga holandesa cortou e na sobra, Letícia Santos chutou forte para o gol, mas a bola bateu na mão de Van Dogen e a arbitragem marcou pênalti para o Brasil. 

A Rainha Marta, que entrou no segundo tempo, fez jus ao nome e cobrou o pênalti, marcando o gol de empate da seleção canarinha. 

Aos 43, Van Es pegou a sobra da bola e chutou forte no gol, mas a bola passou por cima, sem oferecer perigo para mudar o placar. 

Logo depois, aos 47 minutos, o Brasil tentava avançar em contra-ataque, mas foi interceptado pela lateral Van Dongen, que levou o segundo cartão amarelo no jogo e foi expulsa. 

Sem mais gols de nenhum dos lados, a partida ficou no 1×1, marcando mais um empate equilibrado entre as seleções.

Seleção Holandesa

Próximo desafio

A próxima partida do Brasil será na sexta-feira (18), às 17h10, diante das donas da casa, a Seleção Francesa. O jogo será transmitido pelo SporTV.

Amanda Porfírio
Jornalista e Profissional de Educação Física. Pernambucana, bairrista por natureza, vivendo a máxima Gonzaguista: “Minha vida é andar por esse país”. Apaixonada por futebol desde que respira. Atualmente vive em São Paulo, e tem como sonho ajudar a conduzir o futebol feminino ao topo. Fora das quatro linhas, gosta de ler, pedalar, explorar a natureza e é obcecada pela ideia de estar sempre criando algo novo.