CORINTHIANS no Campeonato Brasileiro

Time Corinthians

Por: Amanda Porfirio

O Corinthians se auto intitula “campeão dos campeões”, como diz a própria letra do seu hino. No caso do futebol feminino, esse adjetivo se encaixa perfeitamente. As atuais campeãs brasileiras conquistaram, nos últimos cinco anos, sete títulos.

A história do futebol feminino começou no Corinthians em 1997, mas não engatou de primeira, e a modalidade foi desativada por alguns anos. Só depois, em 2016, em parceria com o Osasco/Audax, as alvinegras voltaram a campo e passaram a se estruturar. Logo no primeiro ano da parceria, venceram a extinta Copa do Brasil, torneio que classificou a equipe para a primeira participação na Libertadores Feminina (2017), que também teve êxito do clube paulista. 

Foi nesse momento que a diretoria resolveu desfazer a parceria com o Audax e iniciar um projeto independente. O clube aumentou os investimentos em equipe técnica, elenco, estrutura e, especialmente, em marketing. Não é coincidência que o Corinthians é hoje uma das equipes com maior engajamento nas redes sociais, promovendo diversas campanhas de fortalecimento da modalidade, como a vitalícia “Respeita as Minas”

Equipe agradecendo ao apoio da torcida (virtual) na final do Brasileiro 2020. | Fotos: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Após o início da independência, o futebol feminino no clube cresceu e se tornou referência nacional. Em 2018 conquistou o Campeonato Brasileiro pela primeira vez, repetindo o feito em 2020. Em 2019 venceu o Paulistão, assim como em 2020. E também em 2019, conquistou o bicampeonato da Libertadores. Todos os títulos sob o comando do técnico Arthur Elias, que está a frente do Corinthians desde a parceria com o Audax. 

Mas as vitórias do futebol feminino do Corinthians não se resumem apenas a dentro do campo. No início de 2020 o Corinthians anunciou a profissionalização de todo o elenco feminino, que garante às atletas todos os direitos trabalhistas. Parece algo óbvio, mas o Corinthians foi o primeiro clube que deu um passo mais estável nessa direção. Antes algumas outras equipes tinham anunciado a profissionalização, mas não perdurou por muito tempo. 

Na última temporada o Corinthians venceu o Brasileirão A1, Paulistão e era favorito para o título da Libertadores 2020, no entanto, após fazer a melhor campanha da competição, foi superado na semifinal pelo América de Cali. 

Técnico Arthur Elias comandando a equipe na Final do Brasileirão 2021 | Fotos: Rodrigo Coca

Para a próxima temporada o clube manteve boa parte do seu elenco, que reúne alguns dos melhores nomes nacionais, como: Gabi Zanotti (meia), Andressinha (meia), Érika (zagueira), Tamires (lateral), Adriana e Gabi Nunes (atacantes). Porém, despediu-se de destaques como a  goleira Lelê, que fez uma excelente temporada e foi contratada pelo Benfica. Mas o clube foi ao mercado e fez novas contratações. Chegaram ao elenco: Kemelli (goleira), Bianca Gomes e Miriã (atacantes). 

A missão da equipe em 2021 é se manter forte diante das rivais na briga pelo título do Campeonato Brasileiro, além de disputar a Libertadores 2021, que inicia em setembro. A torcida corintiana está na expectativa de uma possível participação do clube no Torneio Interclubes da FIFA, que a entidade anunciou para os próximos anos. Para isso, a equipe precisa vencer o próximo torneio continental. 

APELIDO DA EQUIPE: Não tem

MELHOR CAMPANHA:  2018 e 2020

TÍTULOS: 2

FICHA TÉCNICA: 

Goleiras: Tayná, Paty, Kemelli e Isa Cruz. 

Zagueiras: Poliana, Giovana Campiolo, Pardal e Érika.

Meio-campo: Andressinha, Diany, Gabi Zanotti, Ingryd, Juliete, Grazi e Vic Albuquerque

Laterais: Paulinha, Yasmin, Tamires e Katiuscia.

Atacantes: Bianca Gomes, Gabi Portilho, Jheniffer, Miriã, Adriana, Cacau, Gabi Nunes e Giovanna Crivelari. 

Técnico: Arthur Elias

REDES SOCIAIS:

Twitter @corinthansfutebolfeminino

Instagram @corinthansfutebolfeminino

Facebook: facebook.com/CorinthiansFeminino

Site: https://www.corinthians.com.br/

PRIMEIRO CONFRONTO: Corinthians x Napoli-SC, 17/04, às 20h, Parque São Jorge