//Brasileirão Sub-18: reveja a trajetória dos finalistas na competição

Brasileirão Sub-18: reveja a trajetória dos finalistas na competição

Internacional e Fluminense se enfrentam em jogos de ida e volta na disputa pelo título do Campeonato Brasileiro Sub-18 de 2020. O Fut das Minas relembra o caminho das equipes até a decisão 

Por Isabelle Galvão 

Neste sábado (13), serão jogados os primeiros 80 minutos da final do Brasileirão Sub-18 da temporada de 2020. Fluminense e Internacional se enfrentam pelo primeiro jogo da final no Estádio das Laranjeiras, na zona sul do Rio de Janeiro, às 10h.

O Internacional busca o segundo título consecutivo da competição, já que venceu a primeira edição, em 2019. A campanha das Gurias Coloradas é digna de finalista: foram 8 vitórias e apenas uma derrota.

O Fluminense vai atrás do primeiro título da competição para consagrar o bom trabalho que vem fazendo na base feminina do clube. A equipe chega inspirada depois de garantir a vaga com uma vitória por 5×1 em cima do Santos, em plena Vila Belmiro.

Confira a trajetória dos times no campeonato:

1ª FASE

A primeira fase da competição contou com 24 equipes, distribuídas em 6 grupos e foi disputada na cidade de Sorocaba-SP, do dia 26 de janeiro ao dia 06 de fevereiro. Os times se enfrentaram duas vezes dentro do mesmo grupo e garantiram a vaga para a segunda fase os primeiros de cada grupo e os dois melhores segundos colocados.

O Internacional terminou a primeira fase líder invicto do Grupo A, somando 18 pontos, com vitória em todas as partidas. Os adversários foram: Palmeiras (3×1 e 2×1), Coritiba/Toledo (3×0 e 2×0) e Bahia (4×1 e 5×0).

O Fluminense terminou no segundo lugar do Grupo B, com 12 pontos somados. Venceu o Grêmio (2×0 e 1×0) e o Corinthians (1×0 e 1×0), e perdeu duas vezes para o São Paulo (2×1 e 1×0). Junto com o Palmeiras, garantiu a vaga para a segunda fase da competição como os dois melhores segundo colocados.

Foto: Adriano Fontes/CBF

2ª FASE

A segunda fase também foi realizada em um lugar só, desta vez em Criciúma-SC. As oito equipes classificadas foram divididas em dois grupos e se enfrentaram entre si, em turno único, do dia 09 a 13 de fevereiro. As duas melhores equipes de cada grupo se classificaram para as semifinais.

O Internacional ficou no Grupo G e enfrentou Palmeiras, Santos e Flamengo. Empatou sem gols com Palmeiras e Flamengo e ganhou por 3×1 do Santos, somando cinco pontos e garantindo o segundo lugar do grupo e a vaga na semifinal.

Já o Fluminense terminou de novo em segundo lugar, desta vez no Grupo H. Perdeu para o São Paulo (1×0) e ganhou da Ferroviária (1×0) e do Avaí/Kindermann (2×0). Os seis pontos foram suficientes para carimbar o passaporte rumo à semifinal.

Foto: Adriano Fontes/CBF

SEMIFINAL

As semifinais ocorreram em jogos de ida e volta, nos mandos de campo dos times semifinalistas. De acordo com o regulamento do campeonato, o mando de campo do jogo da volta pertence ao clube com maior número de pontos ganhos somadas as duas fases, o maior número de vitórias e o maior saldo de gols, sucessivamente.

No dia 27 de fevereiro, pelo primeiro jogo da semifinal, o Fluminense enfrentou o Santos no Estádio das Laranjeiras, às 10h. O jogo terminou empatado em 1×1 e levou a decisão para a Vila Belmiro.

No mesmo dia, o Internacional enfrentou o São Paulo em Porto Alegre e tomou um susto do visitante. As tricolores paulistas venceram a equipe da casa por 3×1, o que complicou a situação das coloradas para o jogo da volta.

No dia 06 de março, na baixada santista, o tricolor das laranjeiras goleou as sereinhas por 5×1 e chega animado para a final, em busca do título inédito. Os gols do Fluminense foram marcados por Tarciane, Luany, Sabrina, Luiza e Lara e a Ana Julia diminuiu para o Santos.

Foto: Adriano Fontes/CBF

No dia 08 de março, no jogo de volta da outra semifinal, o São Paulo chegou com a vantagem do empate, mas qualquer vitória do Inter levaria o jogo para os pênaltis. Isto porque, de acordo com o Regulamento Específico da Competição, deve-se levar em consideração o número de pontos ganhos, não a diferença de gols.

As Gurias Coloradas abriram o placar aos 12 minutos do primeiro tempo, com Mileninha e souberam segurar o resultado até o final do jogo. Nas penalidades, a goleira Bianca, do Internacional, fez duas importantes defesas e a atleta Thalia, do São Paulo, chutou por cima do gol, o que garantiu ao Inter a vaga na final pelo resultado de 5 a 4 nos pênaltis.

Foto: Adriano Fontes/CBF

FINAL

O primeiro jogo da decisão acontece neste sábado (13), às 10h, no Estádio das Laranjeiras, Rio de Janeiro. A partida será transmitida pelo SporTV e no MyCujoo, pela CBF TV. A competição está prevista para terminar com o jogo de volta no próximo sábado (20), às 10h, em Porto Alegre.