Libertadores Feminina: Ferroviária se impõe e vence o Sol de América na estreia

Após início disputado, atuais campeãs voltam melhor e definem vitória na segunda etapa

Ferroviária e Sol de América se enfrentaram na tarde desta quarta-feira (03), no Estádio Manuel Ferreira, em Assunção, no Paraguai, pela primeira rodada da fase de grupos da Conmebol Libertadores Feminina. Com gols de Suzane, Carol Tavares e Raquel, a Ferroviária venceu por 3 a 0 e assumiu a liderança provisória do Grupo A. 


O JOGO

O Sol de América iniciou melhor na partida e logo aos três minutos Luciana precisou salvar as Guerreiras Grenás. Celeste Aguilera avançou sozinha, entrou na área e bateu, mas Luciana fez a defesa e impediu o primeiro gol da partida. 

A resposta das atuais campeãs veio aos oito minutos da primeira etapa. Após cruzamento de Carol Tavares, Ludmila cabeceou e a goleira Isabel Ortiz se esticou toda para impedir o gol das Guerreiras.

Após um início avançado da equipe paraguaia, as brasileiras conseguiram passar a pressionar no campo de ataque e controlar a partida. Mesmo com maior posse de bola, a Ferroviária ainda permitia algumas infiltrações do Sol de América, que apostava nos contra-ataques para assustar o time brasileiro.

Aos 25 minutos, mais um susto na meta de Luciana. A bola sobrou na entrada da área e Moreno bateu no canto, mas a bola saiu do lado do gol. 

A Ferroviária seguiu tentando criar no campo de ataque e saiu dos pés de Ludmila mais uma chance das Guerreiras Grenás e mais uma vez Isabel Ortiz fez a defesa.

Divulgação/Conmebol

A etapa final iniciou com a Ferroviária em busca do primeiro gol, que saiu logo aos seis minutos. Após lançamento de Sochor, Raquel conseguiu tocar para Suzane, que dominou no alto e acertou um belo chute para abrir o placar da partida.

Na sequência, mais uma chance das atuais campeãs. Rafa Mineira cobrou falta com categoria e a bola bateu no travessão. Em busca de ampliar o placar, a pressão brasileira no campo de ataque funcionou. Raquel recebeu livre e deixou Carol Tavares na boa para ampliar o placar aos 12 minutos do segundo tempo. Foi a segunda assistência de Raquel na partida.

O Sol de América sentiu os dois gols e até tentou assustar a Ferroviária no campo de ataque, mas as Guerreiras Grenás seguiram pressionando e quase ampliaram com Ludmila, aos 18 minutos. A atacante tentou por cobertura, mas a bola bateu no travessão. 

Completamente arrasadora na segunda etapa, o terceiro gol da Ferroviária saiu dos pés do nome do jogo: Raquel. Aos 29 minutos, após lançamento de Sochor, a camisa 11 bateu rasteiro e ampliou o placar na estreia.

A Ferroviária passou a administrar o resultado e não deu chances para a reação do Sol de América, que sentiu a parte física desde a metade da segunda etapa. As atuais campeãs  quase ampliaram aos 48 minutos. Ludmila recebeu cruzamento de Raíssa dentro da pequena área e bateu por cima da meta de Isabel Ortiz. 

Sem mais chances, vitória por 3 a 0 da equipe brasileira na estreia do torneio continental. 

Jonatan Dutra/Ferroviária SA

PRÓXIMA PARTIDA
A Ferroviária volta a campo no próximo sábado (06), contra o Deportivo Cuenca, pela segunda rodada da Libertadores. A partida acontece no Estádio Manuel Ferreira, às 17h30, com transmissão dos canais do Grupo Disney, Conmebol TV e Facebook da Conmebol.  

Mariana Santos
Jornalista. Do campo, quadra e areia, encontrei no jornalismo a junção de duas paixões, o esporte e a comunicação. No Fut das Minas, a missão mais importante: escrever sobre o protagonismo das mulheres no futebol e no mundo. Comentarista às vezes. Palpiteira sempre.