Real Brasília e Grêmio vencem na estreia da Supercopa Feminina e avançam para as semifinais

Foto: Divulgação

Na noite desta sexta-feira (04), foi dada a largada para a Supercopa do Brasil de Futebol Feminino, com os jogos entre Internacional e Real Brasília, e Grêmio e Cruzeiro. Com os times ainda em ritmo de pré-temporada, as vitórias e, consequentemente, classificação de Real Brasília e Grêmio foram decididas nos detalhes. 

Internacional 0 x 1 Real Brasília 

Internacional e Real Brasília deram o pontapé inicial da Supercopa feminina, no estádio Beira-Rio. Com as duas equipes ainda fora de ritmo, o primeiro tempo foi marcado por um jogo truncado e com muitas faltas. 

Só aos 46 minutos saiu o primeiro e único gol da partida, que garantiu o Real Brasília na próxima fase da Supercopa. Roberta cruzou na linha de fundo para Geovana Alves finalizar para o fundo da rede. No entanto, o lance foi polêmico e gerou muita reclamação da equipe do Inter. Isso porque, antes de fazer o cruzamento, Roberta empurrou Djeni e a arbitragem não marcou falta para o time colorado. 

Em jogo de arbitragem polêmica, Real Brasília bateu o Internacional no Beira-Rio. Foto: João Callegari

Com o placar desfavorável, as Gurias Coloradas dominaram o segundo tempo e pressionaram bastante as Leoas do Planalto buscando a virada. Só que a pressão não foi convertida em gols, já que o time gaúcho desperdiçou três boas finalizações. Duda e Maiara mandaram duas bolas no travessão. E aos 23, Fabi Simões fez ótima jogada pela direita e mandou para o meio da área. Na sobra da bola, Maiara finalizou, mas a defensora do time brasiliense tirou em cima da linha. 

Já nos acréscimos, aos 47, Rafa Soares foi expulsa. Mesmo com uma jogadora a menos, o Real aguentou a pressão colorada e conseguiu conquistar a vitória e a classificação fora de casa. 

Grêmio 2 x 0 Cruzeiro 

No segunda partida da noite das quartas, Grêmio e Cruzeiro se enfrentaram no estádio Do Vale, em Novo Hamburgo/RS. Assim como no jogo entre Inter e Real Brasília, as duas equipes também sentiram a falta de ritmo, o que contribuiu para um primeiro tempo sem o domínio absoluto em nenhum lado do campo. Enquanto o Tricolor Gaúcho apostava nas bolas aéreas para chegar ao ataque, as Cabulosas buscavam finalizar nas jogadas de velocidade.  

O Grêmio marcou os gols da vitória contra o Cruzeiro somente na reta final do jogo. Foto: Jéssica Maldonado/Grêmio FBPA

Na volta do intervalo, as duas equipes conseguiram movimentar mais o jogo. Mas, a partir da metade do segundo tempo, o Grêmio pressionou mais. Até que aos 30 minutos, a equipe gaúcha marcou o gol. Rafa Levis cobrou uma falta na entrada da pequena área, Patrícia subiu muito bem entre a marcação para cabecear acertando o ângulo da meta cruzeirense. E na reta final da partida, aos 47, as Gremistas fizeram o segundo gol que carimbou a ida para as semis. Dani Ortolan foi derrubada dentro da pequena área e a arbitragem marcou o pênalti. A própria Dani bateu muito bem no ângulo, convertendo a penalidade. 

De olho nos jogos de domingo

Agora, Real Brasília e Grêmio aguardam os vencedores dos jogos das partidas de domingo, que acontecem às 10h30. Quem passar do clássico paulista entre Corinthians e Palmeiras, enfrenta as Leoas do Planalto, na semifinal. Enquanto quem vencer a partida entre Flamengo e Esmac/PA, encara o Grêmio.

Vitória Soares
Paulista em terras paraibanas, jornalista em formação e apaixonada por esportes desde pequena. Tinha o sonho de ser nadadora profissional, mas como não deu certo, encontrei no jornalismo uma chance de continuar a viver o esporte de perto. Seja no trabalho, na faculdade, em casa, com amigos, estou sempre falando, assistindo ou pensando sobre futebol, e também um pouquinho sobre F1. Além disso, gosto muito de sair para comer ou beber, ir ao cinema. E também de ficar em casa, assistindo a alguma série, lendo ou só curtindo minhas playlists favoritas.