Seleção Brasileira vence o Uruguai com tranquilidade na segunda rodada da Copa América Feminina

Thais Magalhães/CBF

O Brasil derrotou o Uruguai, nesta terça-feira (12), pela segunda rodada do Grupo B da Copa América Feminina. Em uma partida com superioridade brasileira, o placar final foi de 3 a 0 e a seleção chegou a seis pontos na competição. 

Primeiro tempo 

A Seleção Brasileira começou a partida estudando o território uruguaio, a técnica Pia Sundhage optou por uma formação muito parecida com a da partida contra a Argentina, somente alterando Debinha no ataque no lugar de Gio e Antônia na lateral direita no lugar de Fê Palermo. 

Já no primeiro minuto de jogo, Adriana já ofereceu o primeiro lance de perigo à goleira uruguaia que saiu do gol afastando a bola. Depois disso, o Brasil continuou se aproximando da área das adversárias. Aos 13 minutos, em uma cobrança de escanteio com jogada ensaiada, Rafaelle aproveitou a sobra e chutou da entrada da área direto no gol uruguaio, mas a bola passou raspando no travessão. 

Se aproximando dos 15 minutos de jogo, a Seleção Brasileira dominou o campo de ataque, impedindo que o Uruguai oferecesse qualquer lance de ataque. 

Mais uma grande oportunidade do Brasil veio de uma falta sofrida por Bia Zaneratto aos 21 minutos. A própria camisa 16 cobrou a falta na entrada da área, mas a bola passou pela direita do gol de Sofía Oliveira. 

Com a organização defensiva do Uruguai, a Seleção Brasileira continuou apostando nas bolas de fora da área, como fez Ary Borges aos 23 minutos, mas a goleira espalmou para fora. 

Perto dos 30 minutos, Debinha se infiltrou na organização da defesa uruguaia, chutou nos pés da defensora, aproveitou o rebote mas a bola acabou passando pela esquerda do gol de Oliveira. Poucos minutos depois, Antônia recebeu a bola trabalhada pela direita, limpou a jogada driblando duas defensoras lançando a bola direto dentro da pequena área. A bola passou direto por Debinha para os pés de Adriana, para abrir o placar.

seleção brasileira fut das minas
Adriana vibra com gol diante do Uruguai |
Thais Magalhães/CBF

Aos 39 minutos, o Brasil marcou mais um gol, mas foi anulado. Ary Borges recebeu a bola pela esquerda, mas a bandeira marcou impedimento. 

Depois do gol, o Uruguai desmanchou sua organização, abrindo mais espaço para criação de oportunidades do Brasil. Nos acréscimos, Bia Zaneratto avançou pela esquerda, servindo a bola no pé de Debinha para empurrar e balançar as redes marcando o segundo gol brasileiro. 

Segundo tempo 

Para o segundo tempo, a técnica Pia Sundhage optou pela saída de Ary Borges, Kerolin e Tainara para a entrada de Duda, D. Santos e Kathellen.

Aproveitando o embalo do fim do primeiro tempo, a Seleção Brasileira já começou pressionando e marcando gol. Aos três minutos da segunda etapa, Rafaelle fez um belo passe para Debinha que cruzou direto para o pé de Adriana, para marcar o seu segundo gol na partida, terceiro do Brasil.

Thais Magalhães/CBF

Aos 16 minutos, Debinha quase marcou o quarto gol depois de receber um passe de Bia Zaneratto e avançar com velocidade pela esquerda, mas a jogada foi parada pela defensora do Uruguai. Depois desse lance, a camisa 9 foi substituída por Gio. 

Logo no minuto seguinte, Adriana quase carimbou o quarto gol, mas foi marcada posição de impedimento. O Uruguai chegou a oferecer um grande perigo aos 25 minutos, mas o chute de Velazco bateu no travessão da goleira Lorena. 

Apesar da vitória brasileira, a goleira Oliveira se destacou diminuindo a possibilidade de um placar mais elástico. Aos 31 minutos foi a vez de defender um belo chute de fora da área de Bia Zaneratto. 

Aos 34 minutos a situação do Uruguai ficou mais complicada. Ximena Velazco foi expulsa após cometer uma dura falta em Angelina. A camisa 8 já tinha um cartão amarelo e levou o segundo após a infração. 

Mesmo com a vitória garantida, o Brasil continuou pressionando em busca de ampliar o placar sobre as uruguaias e com as linhas avançadas no campo de ataque. Apesar disso, o jogo terminou com o placar de 3 a 0. 

Próxima partida

O Brasil terá pausa na terceira rodada e volta a campo na quarta rodada, na próxima segunda-feira (18), contra a Venezuela, às 18h, com transmissão do SporTV e SBT.

Emilia Sosa
Jornalista, gaúcha que tem uma relação de amor e ódio com o país RS. Gosta de futebol desde sempre e usa seu espacinho no mundo para defender que mulheres joguem, falem e façam o que quiserem dentro da modalidade. Assiste futebol, fala de futebol, escreve sobre futebol e não sabe nem chutar uma bola. Fala igual uma matraca longe de uma câmera, adora conversar e contar histórias.