Com volta de Bia Zaneratto e empate entre São Paulo e Flamengo, Brasileirão Feminino começa equilibrado

Foto: Rebeca Reis / Staff Images Woman / CBF

Já foi dada a largada no Brasileiro Feminino 2022. Neste último final de semana, 16 equipes começaram a disputa em busca do troféu mais importante do futebol feminino brasileiro. E nesta primeira rodada, os times mostraram que essa edição do Brasileirão promete ser uma das mais equilibradas dos últimos anos. Confira abaixo, tudo o que aconteceu nos oito jogos da rodada um do campeonato. 

Palmeiras 2 x 1 Atlético-MG

Na noite de sexta-feira (04), Palmeiras e Atlético-MG fizeram o jogo de abertura do Brasileirão Feminino 2022. Jogando em casa, no Allianz Parque, as Palestrinas tiveram domínio da partida e venceram as Vingadoras por 2 a 1. O primeiro gol palmeirense veio de uma cabeçada de Bia Zaneratto, aos 16 minutos do primeiro tempo. 

Já na reta final da segunda etapa, aos 38, Zaneratto foi mais uma decisiva e sofreu um pênalti. Byanca Brasil bateu, Nicole defendeu, mas no rebote a atacante não desperdiçou e ampliou o placar. Aos 44, o time mineiro ainda conseguiu descontar com um gol contra de Agustina. 

Corinthians 2 x 1 Red Bull Bragantino

Abrindo o sábado (05), os atuais campeões das Séries A1 e A2 do Brasileiro Feminino se encontraram no Parque São Jorge. O início da partida foi melhor para as Bragantinas que logo aos 15 minutos saíram na frente do marcador com um gol de Luana. A partir daí, o jogo ficou bem movimentado com as duas equipes buscando o ataque. Só que na parte final do primeiro tempo, em menos de sete minutos, as Brabas viraram a partida. O gol de empate veio aos 44, quando a zagueira do Red Bull, Débora, empurrou a bola para dentro da própria meta, depois de um cruzamento de Miriã. E aos 50, mais uma vez após uma bola cruzada de Miriã, Bianca Gomes aproveitou a sobra e marcou para o time alvinegro ir com a vantagem para o intervalo.

Na segunda etapa, o Corinthians chegou a marcar o terceiro gol em uma bola cruzada da Juliete, que acabou entrando, no entanto, a arbitragem anulou. No decorrer da partida, a equipe paulista controlou um pouco mais o jogo e garantiu os três pontos. 

São José 2 x 0 Avaí

O São José recebeu o Avaí no estádio Martins Pereira e conseguiu garantir uma vitória por 2 a 0. As Meninas da Águia marcaram os dois gols do placar final, ainda no primeiro tempo. Logo no início, aos dois minutos, Poliana fez o primeiro de cabeça. E aos 15, a lateral direita aproveitou a sobra de um bate-rebate na pequena área, para fazer o segundo gol da partida e o de número 50 com a camisa são joseense. Com esse resultado, o São José alcançou a marca de mil gols feitos em competições oficiais. 

A lateral direita fez o gol de número 50 com a camisa do São José. Foto: Mariana Luz/São José

Internacional 2 x 1 Cresspom 

Fechando o sábado de jogos, o Internacional superou o Cresspom, no Sesc Campestre (RS). As Gurias Coloradas começaram a partida buscando o gol do adversário. Mas, foi só aos 36 minutos que o time gaúcho fez o primeiro gol. Lelê recebeu um ótimo cruzamento de Fabi Simões e mandou a bola para os fundos das redes. 

Na volta do intervalo, aos dois, Sorriso marcou o segundo de cabeça, após uma cobrança de falta. Não demorou muito para o Cresspom reagir. Aos cinco, Isa diminuiu para a equipe do Distrito Federal. A parte final do jogo foi movimentada, com o Inter pressionando e criando chances perigosas, enquanto as Tigresas tentavam o contra-ataque para empatar a partida.

Real Brasília 3 x 1 Santos 

Na tarde deste domingo (06), Real Brasília e Santos deram continuidade aos jogos da primeira rodada, jogando no estádio Defelê (DF). Com um começo de muita pressão, em menos de 20 minutos, as Leoas do Planalto abriram 2 a 0 no placar. Aos 12, Gaby Soares marcou de cabeça, após um cruzamento de Nenê. Aos 17, Sassá fez um golaço de fora da área, acertando o ângulo do gol defendido por Vivi. 

Sassá fez um golaço na vitória do Real Brasília diante do Santos. Foto: Divulgação/ Real Brasília

No segundo tempo, a equipe da casa manteve a mesma postura e fez o terceiro gol, aos sete, com Rafa Soares. A zagueira do Real aproveitou o bate e rebate dentro da área e finalizou para o fundo do gol. As Sereias da Vila tentaram uma reação ao longo do jogo. Aos 23, Ketlen completou para o gol após passe de Fernanda. 

Cruzeiro 0 x 0 Grêmio 

Antes do duelo em campo, o Grêmio passou por uma situação delicada. Apenas 12 jogadoras gremistas puderam embarcar para Belo Horizonte, devido a um surto de Covid-19 entre as atletas. O clube Tricolor ainda solicitou à CBF o adiamento do jogo, mas a entidade não atendeu ao pedido. Com isso, a técnica Patrícia Gusmão só pôde contar com uma jogadora no banco de reservas. 

Mesmo diante desses problemas, o Grêmio conseguiu um empate sem gols com o Cruzeiro, jogando no Sesc Alterosas. Um dos nomes que garantiram o ponto fora de casa das Gurias Gremistas foi a goleira Lorena, que defendeu um pênalti aos 31 do primeiro tempo.

Ferroviária 2 x 0 Esmac 

Encerrando a noite de domingo, a Ferroviária recebeu a Esmac, na Fonte Luminosa. As Guerreiras Grenás passaram boa parte do jogo em seu campo de ataque, pressionando do gol. O placar só foi aberto aos 37 minutos da primeira etapa. Após cobrança de escanteio, Camila aproveitou o rebote de um chute de Luana e marcou o primeiro gol afeano.

Na segunda etapa, a equipe de Araraquara manteve o mesmo volume de jogo, e deu muito trabalho para a defesa do time paraense. Aos 39, foi marcada uma penalidade a favor da Ferroviária. Laryh bateu e converteu o pênalti, fechando o placar e confirmando os três pontos das Guerreiras Grenás.  

Flamengo 1 x 1 São Paulo 

Na noite desta segunda-feira (07) Flamengo e São Paulo se enfrentaram no Luso Brasileiro pelo último jogo da primeira rodada. Mesmo jogando fora de casa, a equipe tricolor foi quem criou as chances mais perigosas e não demorou muito para as Soberanas abrirem o placar. Aos nove, em cobrança de escanteio, Pardal subiu bem e cabeceou para marcar o gol. 

Pardal marcou o seu primeiro gol com defendendo o São Paulo. Foto: Nayra Halm / Staff Images

Na volta do intervalo, o time paulista continuou criando oportunidades, mas sem aproveitá-las. Até que na metade final da partida, o Flamengo começou a finalizar mais em busca do gol de empate. Até que aos 21, Gica aproveitou a sobra de uma roubada de bola de Leidiane, e mandou para o fundo das redes, deixando tudo igual. 

Vitória Soares
Paulista em terras paraibanas, jornalista em formação e apaixonada por esportes desde pequena. Tinha o sonho de ser nadadora profissional, mas como não deu certo, encontrei no jornalismo uma chance de continuar a viver o esporte de perto. Seja no trabalho, na faculdade, em casa, com amigos, estou sempre falando, assistindo ou pensando sobre futebol, e também um pouquinho sobre F1. Além disso, gosto muito de sair para comer ou beber, ir ao cinema. E também de ficar em casa, assistindo a alguma série, lendo ou só curtindo minhas playlists favoritas.