Gre-Nal das Gurias: tudo que você precisa saber antes do clássico no Brasileirão Feminino A1

Fut das minas grenal feminino
Foto: Jota Flinker

Por: Esther Fischborn

Vai chegando o dia de mais um clássico Gre-Nal no futebol feminino. No domingo (5), as Gurias Gremistas recebem as Gurias Coloradas pela 11ª rodada do Brasileirão A1. Esse é apenas o segundo GreNal feminino que acontece em uma semana. Tivemos pela Semifinal do Brasileirão Sub-20 o clássico na última quinta-feira, com vitória do lado vermelho por 4 a 0. O próximo acontece dia 8, quinta-feira, com mando de campo do Internacional.

Há três anos na elite do futebol feminino as duas equipes vivem situações diferentes. A partida deste domingo é, de certa forma, decisivo. O Grêmio precisa reagir no campeonato e o Inter precisa se aproximar ainda mais da possibilidade de terminar a primeira fase na liderança. Por isso, aqui recapitulamos as duas equipes e projetamos a partida deste domingo.

Histórico GreNal

O futebol feminino gaúcho tem um capítulo novo desde 2017. O Inter retomou o departamento naquele ano com o comando de Duda Luizelli. Desde então, as Gurias Coloradas vem batendo às rivais em todos os clássicos. Entre Campeonato Brasileiro e Campeonato Gaúcho são 11 jogos, com seis vitórias do Inter, quatro empates e uma vitória do Grêmio. São 18 gols do Inter e nove gols do Grêmio.

GreNal da semifinal do Brasileirão Feminino sub-20 / Foto: João Callegari

Como chegam

O Grêmio começou o Brasileirão Feminino com uma expectativa maior que o Inter. As Gremistas fizeram uma excelente Supercopa do Brasil, chegaram na final com o Corinthians, fizeram uma grande partida contra as Brabas, seguraram resultado até o finalzinho do jogo. Por isso, a ansiedade em cima do time do Tricolor era maior. Mas o campeonato começou diferente.

O Tricolor amarga a 9ª posição com 13 pontos. Em 10 jogos são quatro empates, três derrotas e apenas três vitórias. Apenas 43% de aproveitamento. Ainda assim, um resultado positivo no Gre-Nal coloca o time de Patrícia Gusmão na zona de classificação para a próxima fase. O Real Brasília, 8º colocado, tem os mesmos 13 pontos. O retrospecto como mandante pode ser o diferencial: Dos 13 gols marcados, 11 foram jogando em casa.

Já o Internacional começou o A1 com a expectativa oposta do Grêmio. Conquistou o Campeonato Gaúcho mas não foi tão bem na Super Copa do Brasil. Mesmo assim, Maurício Salgado levou as gurias a brincarem com gente grande. Hoje as coloradas são as terceiras da tabela. Somam 23 pontos, apenas dois atrás da líderes palestrinas. Acumulam a marca de sete vitórias, dois empates e apenas uma derrota: 76% de aproveitamento. A única derrota do campeonato veio em um jogo como visitante, contra a Ferroviária, em março. Se vencer, as Coloradas sobem na tabela, já que Palmeiras e Corinthians (1º e 2º lugar, respectivamente) se enfrentam na rodada.

Palco do jogo

O Estádio Antônio Vieira Ramos, o famoso Vieirão, fica na Região Metropolitana de Porto Alegre. É a casa das Gurias Gremistas e quase um personagem na história dos clássicos. É o estádio que mais recebeu jogos do feminino.

Foram cinco as vezes que as equipes se enfrentaram lá. A primeira foi em maio de 2018, pelo Brasileirão Feminino A2, com vitória das coloradas por 5 a 1. A segunda vez foi também em 2018 pela partida de ida da final do Gauchão, com um empate sem gols. A terceira vez em 2019, mais um empate sem gols, dessa vez na oitava rodada do Gauchão. A quarta vez foi em 2020 pela série A1, com vitória Colorada por 1 a 0. A quinta e última foi ontem, pela semifinal do Feminino Sub-20, com vitória das Coloradas.

Artilheiras da competição

Cássia é a artilheira do Grêmio na competição com quatro gols, dois deles marcados na vitória de 3 a 0 sobre a Ferroviária. Em seguida vem Luany com três gols; Jéssyca e Pri Back com dois.

Pelo lado do Internacional a artilharia vem com a Milene, que tem os mesmos quatro gols da Cássia. Maria Eduarda vem atrás com três gols. A Sorriso (zagueira artilheira) vem com dois gols marcados e a Lelê também tem dois.

De fora

Grêmio e Internacional sofrem o mesmo problema. Perderam atletas importantes por lesão. O Inter anunciou a lesão da volante Tauane, a Zóio. Ela rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho na última rodada do Brasileirão Feminino, contra o Real Brasília, e terá de passar por cirurgia.

Além dela, a meio-campista Djeni terá que passar por procedimento cirúrgico em decorrência de lesão na cartilagem e edema ósseo no joelho esquerdo. A jogadora está no departamento médico desde a segunda rodada do campeonato.

O Grêmio também sofre desse problema. A zagueira Pati Maldaner, que teve uma ruptura de menisco no joelho direito e deve permanecer de fora do restante do campeonato. O desfalque mais importante, porém, é a capitã do time. Pri Back rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo, e ela precisará passar por cirurgia. De acordo com o clube, o retorno é estimado em até nove meses. Pri sofre com a mesma lesão da volante colorada. 

É a grande oportunidade do Grêmio quebrar o tabu sobre as rivais e conseguir, em casa, os três pontos. Além disso, é uma forma também da técnica Patrícia Gusmão afastar um pouco as constantes críticas da torcida a seu trabalho. É também a oportunidade do Grêmio entrar de vez na disputa para vaga à próxima fase do campeonato.

Para as Gurias Coloradas, é a oportunidade de reforçar a superioridade em números contra as rivais. Além de consolidar a briga pelo primeiro lugar da fase de pontos corridos. É um jogo decisivo para o futebol feminino gaúcho.

A partida será às 11h, com transmissão do SporTV.

Emilia Sosa
Jornalista, gaúcha que tem uma relação de amor e ódio com o país RS. Gosta de futebol desde sempre e usa seu espacinho no mundo para defender que mulheres joguem, falem e façam o que quiserem dentro da modalidade. Assiste futebol, fala de futebol, escreve sobre futebol e não sabe nem chutar uma bola. Fala igual uma matraca longe de uma câmera, adora conversar e contar histórias.