Internacional e Corinthians decidem o título do Brasileirão Feminino Sub-16: vagas decididas nos pênaltis

Thais Magalhães/CBF

No próximo domingo (04), acontece a final do Campeonato Brasileiro Feminino Sub-16 e as duas equipes se enfrentam depois de garantirem as vagas nos pênaltis.

Tivemos as duas semifinais do Brasileirão Feminino Sub-16, nesta sexta-feira (02), na cidade de Sorocaba, no interior de São Paulo. Internacional e São Paulo decidiram a vaga pela manhã e Minas Brasília e Corinthians se encontraram às 15h. Confira como foram os confrontos.

Internacional x São Paulo

Logo pela manhã, tivemos o duelo das campeãs. Isso porque na 1ª edição do campeonato, em 2019, o São Paulo foi campeão, enquanto que na 2ª edição, ano passado, quem levou o troféu de primeiro lugar foi o Internacional.

Agora, na 3ª edição, quem vai ter a chance de novamente gritar campeão é a equipe gaúcha. Depois de abrir 2 gols de vantagem e segurar até o final do segundo tempo, o Internacional viu o São Paulo empatar e levar a decisão para os pênaltis. E, na decisão, quem brilhou foi a goleira Brito.

O primeiro tempo foi apertado, com os dois times buscando o gol, sem muita efetividade. O São Paulo teve mais a posse de bola, mas as melhores chances foram das Gurias Coloradas. Aos 32 minutos, até conseguiu abrir o placar, mas a assistente marcou impedimento. A primeira etapa terminou empatada sem gols.

Logo no reinício, as equipes voltaram sabendo que precisavam buscar o resultado. E quem fez isso logo ao primeiro minuto da segunda etapa foi o Internacional. A zaga do São Paulo afastou mal a bola, que sobrou para Gabrielle Berchon, que, de muito longe, chutou e encobriu a goleira são-paulina, abrindo o placar. 

Dos mesmos pés da Berchon saiu o segundo do Inter. Também de fora da área, mas dessa vez de falta, a cria da base colorada chutou por cima da barreira e a Bruna, goleira do São Paulo, até agarrou a bola, mas soltou logo em seguida e ela entrou. 

O jogo ficou empatado até o fim do tempo normal e no primeiro minuto da prorrogação, quando a Duda Rodrigues recebeu um belo lançamento pelo lado direito do ataque e chutou colocado, tirando da goleira Brito e diminuindo para o São Paulo. 

Depois de 2 minutos, pênalti para o São Paulo e a Carol converteu, garantindo que a vaga fosse decidida nas penalidades.

Foi a vez da goleira Brito, do Inter, brilhar. Ela pegou a cobrança da Ana Júlia, o que deu a vitória para as Gurias Coloradas por 5 a 3, já que todas as atletas da equipe gaúcha converteram suas cobranças.

Foto: Divulgação / Internacional

O Internacional chega a sua segunda final consecutiva, buscando o bicampeonato. 

Minas Brasília x Corinthians

No jogo da tarde, o Minas Brasília buscava garantir a vaga pela segunda vez, já que em 2020 disputou a final com o Internacional. Mas, as brabinhas alvinegras não deixaram, e chegam pela primeira vez para disputar o título da competição. 

O jogo foi disputado do início ao fim, com muita emoção para ambos os lados. No primeiro tempo, a equipe alvinegra quase balançou as redes, mas a bola caprichosamente bateu no travessão e não entrou. 

O Minas Brasília teve algumas oportunidades para chegar à segunda final, mas não conseguiu converter. A bola ou chegava lenta demais para a goleira do Corinthians ou a última decisão não era bem tomada e a bola ia para fora.

Sem efetividades, a decisão foi para os pênaltis e quem levou a melhor foi a equipe paulista. Todas as atletas do Corinthians converteram suas cobranças, mas a Luana, atleta do Minas Brasília emprestada pelo Fluminense, desperdiçou sua penalidade e a equipe brasiliense deu adeus à competição. 

FINAL E 3º LUGAR

Os últimos jogos da competição acontecem no próximo domingo, 4, em Sorocaba. Já a final entre Internacional e Corinthians está marcada para às 11h

A disputa do 3º lugar é às 15h, acontece entre São Paulo e Minas Brasília.